PIS/Pasep: Governo adianta abono salarial para correntistas do Banco do Brasil e Caixa

Todo trabalhador formal com registro na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), ou os servidores públicos, são contemplados com um abono salarial após um período de cinco anos.

Se trata do PIS/Pasep, de modo que o Programa de Integração Social (PIS) é pago pela Caixa Econômica Federal no caso das empresas privadas, enquanto o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), é de responsabilidade do Banco do Brasil para os servidores públicos.

Além de o empregado dever estar cadastrado no programa há pelo menos cinco anos, ele deve ter os dados corretos informados constantemente pelo empregado na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Outros requisitos também devem ser preenchidos, como por exemplo, ter recebido até dois salários mínimos mensais, permitindo que o valor do benefício possa chegar até um salário mínimo vigente de R$ 1.045,00, podendo variar conforme o tempo de trabalho.

  • Um mês: R4 88,00;
  • Dois meses: R$ 175,00
  • Três meses: R$ 262,00
  • Quatro meses: R$ 349,00
  • Cinco meses: R$ 436,00
  • Seis meses: R$ 523,00
  • Sete meses: R$ 610,00
  • Oito meses: R$ 697,00
  • Nove meses: 784,00
  • Dez meses: 871,00
  • Onze meses: 958,00
  • Doze meses: 1.045,00

No caso dos beneficiários contemplados pelo PIS, é possível conferir o calendário de saques pelo mês de nascimento.

Já os servidores públicos podem se basear no número de inscrição do Pasep.

Abono antecipado para os correntistas da Caixa Econômica e Banco do Brasil 

Este ano, o Governo Federal adiantou o pagamento do abono salarial para os trabalhadores que são correntistas do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal (CEF).

Lembrando que o PIS é responsabilidade da Caixa e o Pasep do Banco do Brasil.

Calendário PIS (iniciativa privada)

Calendário Pasep (iniciativa pública)

É importante se atentar quanto à data limite de saque para ambos os benefícios, que é até o dia 30 de junho de 2021.

Quem pode sacar o abano?

Tem direito ao abono salarial disponibilizado através do PIS/Pasep, aquele trabalhador que:

  • Exerceu profissão com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2019;
  • Que ganhou no máximo dois salários mínimos, em média, por mês;
  • Que está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • A empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente no RAIS.

Como saber se tenho direito?

Para conferir as informações que irão conceder o direito ao benefício, o trabalhador pode seguir uma das seguintes maneiras:

PIS (empresa privada)

  • Pelo aplicativo Caixa Trabalhador
  • No site da Caixa: www.caixa.gov.br/PIS, devendo clicar em “Consultar pagamento”;
  • Pelo telefone da Caixa: 0800 726 0207

Pasep (setor público)

A consulta pode ser feita via telefone da central de atendimentos do Banco do Brasil:

  • 4004-0001 para capitais e regiões metropolitanas;
  • 0800 729 0001 para as demais cidades;
  • 0800 729 0088 para deficientes auditivos.

Fonte: Jornal Contábil .

PIS/Pasep: Governo adianta abono salarial para correntistas do Banco do Brasil e Caixa

Todo trabalhador formal com registro na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), ou os servidores públicos, são contemplados com um abono salarial após um período de cinco anos.

Se trata do PIS/Pasep, de modo que o Programa de Integração Social (PIS) é pago pela Caixa Econômica Federal no caso das empresas privadas, enquanto o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), é de responsabilidade do Banco do Brasil para os servidores públicos.

Além de o empregado dever estar cadastrado no programa há pelo menos cinco anos, ele deve ter os dados corretos informados constantemente pelo empregado na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Outros requisitos também devem ser preenchidos, como por exemplo, ter recebido até dois salários mínimos mensais, permitindo que o valor do benefício possa chegar até um salário mínimo vigente de R$ 1.045,00, podendo variar conforme o tempo de trabalho.

  • Um mês: R4 88,00;
  • Dois meses: R$ 175,00
  • Três meses: R$ 262,00
  • Quatro meses: R$ 349,00
  • Cinco meses: R$ 436,00
  • Seis meses: R$ 523,00
  • Sete meses: R$ 610,00
  • Oito meses: R$ 697,00
  • Nove meses: 784,00
  • Dez meses: 871,00
  • Onze meses: 958,00
  • Doze meses: 1.045,00

No caso dos beneficiários contemplados pelo PIS, é possível conferir o calendário de saques pelo mês de nascimento.

Já os servidores públicos podem se basear no número de inscrição do Pasep.

Abono antecipado para os correntistas da Caixa Econômica e Banco do Brasil 

Este ano, o Governo Federal adiantou o pagamento do abono salarial para os trabalhadores que são correntistas do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal (CEF).

Lembrando que o PIS é responsabilidade da Caixa e o Pasep do Banco do Brasil.

Calendário PIS (iniciativa privada)

Calendário Pasep (iniciativa pública)

É importante se atentar quanto à data limite de saque para ambos os benefícios, que é até o dia 30 de junho de 2021.

Quem pode sacar o abano?

Tem direito ao abono salarial disponibilizado através do PIS/Pasep, aquele trabalhador que:

  • Exerceu profissão com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2019;
  • Que ganhou no máximo dois salários mínimos, em média, por mês;
  • Que está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • A empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente no RAIS.

Como saber se tenho direito?

Para conferir as informações que irão conceder o direito ao benefício, o trabalhador pode seguir uma das seguintes maneiras:

PIS (empresa privada)

  • Pelo aplicativo Caixa Trabalhador
  • No site da Caixa: www.caixa.gov.br/PIS, devendo clicar em “Consultar pagamento”;
  • Pelo telefone da Caixa: 0800 726 0207

Pasep (setor público)

A consulta pode ser feita via telefone da central de atendimentos do Banco do Brasil:

  • 4004-0001 para capitais e regiões metropolitanas;
  • 0800 729 0001 para as demais cidades;
  • 0800 729 0088 para deficientes auditivos.

Fonte: Jornal Contábil .

Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.